Comissão de farmácia e terapêutica

A comissão de farmácia e terapêutica é constituída por seis membros, três médicos, três farmacêuticos.
A comissão de farmácia e terapêutica é presidida pelo director clínico do hospital ou por um dos seus adjuntos.
Compete à comissão de farmácia e terapêutica:
Actuar como órgão consultivo e de ligação entre os serviços de acção médica e os farmacêuticos;
Elaborar as adendas privativas de aditamento ou de exclusão ao formulário e ao manual de farmácia;
Velar pelo cumprimento do formulário e suas adendas;
Pronunciar-se, quando solicitada pelo seu presidente, sobre a correcção da terapêutica prescrita aos doentes e sem quebra das normas de deontologia;
Apreciar com cada serviço os custos da terapêutica que periodicamente lhe são submetidos, após emissão de parecer obrigatório pelo director dos serviços farmacêuticos do hospital;
Elaborar, observando parecer de custos, a emitir pelo director dos serviços farmacêuticos, a lista de medicamentos de urgência que devem existir nos serviços de acção médica;
Pronunciar-se sobre a aquisição de medicamentos que não constem do formulário, ou sobre a introdução de novos produtos farmacêuticos;
Propor o que tiver por conveniente, dentro das matérias da sua competência e das solicitações que receber.