Serviço Social

O Serviço Social no hospital, intervém nas dimensões social, económica, cultural e relacional, configuradoras de “situações-problema” e condicionadoras da qualidade de vida e de saúde de indivíduos e grupos de indivíduos vítimas de diversos episódios de doença ou em programas de prevenção ou recuperação, com repercussões ao nível dos respectivos agregados familiares.
O serviço social é uma unidade transversal, integrando-se em diversos serviços hospitalares.

– As assistentes sociais desenvolvem a sua actividade maioritariamente inseridas nas equipas de tratamento.

– A actividade do serviço social dirige-se aos utentes do hospital, em articulação com famílias, instituições, serviços e equipas da comunidade e rede social envolvente.

– A finalidade última do serviço social é a inserção social do utente e família, intervindo no planeamento da alta hospitalar da pessoa internada e promovendo a melhor continuidade de cuidados.

 

Horário de funcionamento
O serviço social funciona de segunda a sexta – feira, estando acessível ao público entre as 9h30m e as 15h30m.

Localização Instalações Centrais:
Piso 4 do Edifício Neoclássico.

Gabinetes periféricos:
alguns serviços de internamento dispõem de gabinetes de trabalho do serviço social,

– Cirurgia 2 e 3,
– Endocrinologia,
– Fisiatria,
– Medicina II,
– Ortopedia,
– Pediatria,
– T.C.E.,
– Urgência.

Contactos:
Instalações centrais:

Telefone 222077500/ 76
Fax. 222077503
Endereços electrónicos[email protected][email protected]

Atribuições no desempenho profissional dos assistentes sociais
Do desempenho profissional, salienta-se:

1- Estudo e diagnóstico social de “situações-problema”

a) Realizar entrevista de triagem aos doentes e seus familiares ou acompanhantes cuidadores;

b) Prestar informações sobre o Hospital e seus serviços, particularmente sobre p departamento de Serviço Social;

c) Informar sobre direitos e deveres, facilitando a integração hospitalar.

2- Acompanhamento social e/ou orientação de situações

a) Ajudar o doente e família a expor e a resolver problemas (familiares, económicos, profissionais, …) decorrentes da doença e/ou hospitalização;

b) Informar sobre medidas de politica social e de saúde, meios e recursos da comunidade.

3- Preparação da melhor reinserção social dos utilizadores do hospital

a) Orientar/sensibilizar utentes e famílias para tomarem consciência das suas necessidades e recorrerem aos recursos mais adequados;

b) Promover as condições indispensáveis para o retorno do doente ao seu meio;

c) Articular com redes formais e informais na comunidade.

4- Integração nas unidades e equipas pluridisciplinares terapêuticas

a) Esclarecer todos os aspectos da situação social, para que esta seja considerada no plano de tratamento da pessoa;

b) Participar com outros profissionais, no sentido da qualidade, humanização e eficácia na prestação dos cuidados aos doentes, rentabilização dos recursos;

c) Garantir a continuidade dos cuidados sociais e/ou de saúde necessários;

d) Participar na programação da alta hospitalar em tempo útil.

5- Determinação de prioridades e programação da acção

a) Sistematizar a informação significativa, proceder à avaliação da intervenção e reprogramação periódica das actividades;

b) Programar, elaborar e realizar projectos de pesquisa, relacionados com os factores condicionadores da qualidade de vida dos utilizadores do hospital e ainda, relacionados com a especificidade, qualidade e eficiência da intervenção social e sua relação com a situação de saúde.

6- Colaboração em projectos de intervenção comunitária no campo da prevenção e promoção da saúde

7- Ensino / formação

a) Reunir as condições e orientar estudantes estagiários de serviço social;

b) Fomentar e participar em iniciativas (colóquios, seminários, conferencias …) que visem dar a conhecer as finalidades do serviço social hospitalar e as suas formas de actuação;

c) Fomentar e participar em iniciativas que visem partilhar e analisar a relação entre factores sociais e de saúde.